Engenharia de Intensidade

Duas de nossas fábricas na China aplicam nosso conhecimento interno para
aumentar a eficiência energética

O desafio de construir uma empresa sustentável ambientalmente é, em última instância, fazer mais com menos: fazer o negócio crescer e de alguma forma, simultaneamente, reduzir o desperdício e o consumo de recursos naturais. Esse desafio é especialmente interessante quando se trata de reduzir as emissões de gases de efeito estufa.

Conforme buscamos alcançar nossa meta para 2025, de reduzir nossas emissões absolutas de gases de efeito estufa em pelo menos 3% a cada ano, nossa principal unidade de negócios, Rotulagem e Materiais Gráficos, continua muito atenta à sua intensidade energética (número de megawatts-hora de eletricidade consumidos por 1 milhão de metros quadrados de produto fabricado). Medir a intensidade melhora nossa compreensão sobre como produzir mais produtos com menos energia e menos emissões.

Embora nosso conhecimento em engenharia para eficiência energética esteja espalhado por toda a empresa, nossas divisões nas regiões Norte e Sul da Ásia e Pacífico, em particular, têm demonstrado nos últimos tempos como uma engenharia de qualidade pode possibilitar ganhos de eficiência importantes.  Entre 2007 e 2016, essas regiões reduziram sua intensidade energética total em 53%, sendo 12,5% desse total nos últimos dois anos. 

engenharia de intensidade

Os ganhos foram impulsionados em sua maioria por duas fábricas nas cidades chinesas de Kunshan e Guangzhou. Entre outras coisas, as equipes dessas instalações otimizaram o processo de secagem do adesivo que aplicamos aos nossos rótulos sensíveis à pressão, que em nosso processo de fabricação é uma das partes mais intensivas em energia. Primeiro nossas equipes reduziram a quantidade de calor desperdiçado no processo de secagem minimizando as taxas de exaustão e reciclando mais ar aquecido. Depois instalaram sistemas para capturar e reutilizar o calor dos demais fluxos de exaustão. Além disso, eles aumentaram nossas capacidades internas para modelar processos de secagem e assim minimizar as temperaturas e maximizar a velocidade de produção. De acordo com Dan Wiedl, diretor de tecnologia de processo global na divisão de Rotulagem e Materiais Gráficos, nossas equipes na China fizeram as melhorias utilizando a rede de engenharia global da Avery Dennison e nossa experiência e liderança no setor no processo de fabricação de rótulos.

"Existem muitos canais de contato que permitem a colaboração entre nossos engenheiros globalmente. Fazemos treinamentos periódicos de engenharia sobre temas como este", explica Dan. "Também temos outras plataformas para compartilhar as melhores práticas técnicas, como sites e bancos de dados de colaboração. Cada região desenvolve um plano para aumentar a eficiência energética e se conecta com nossos especialistas globais, que ajudam a executar os planos.”

Ao longo das últimas oito décadas, desenvolvemos materiais e conhecimentos em processos de fabricação que em muitos aspectos se tornaram marcos em nosso setor. Isso se revelou um grande trunfo em nossa busca por sustentabilidade.

Saiba mais sobre nosso avanço na redução do consumo de energia aqui.

 

Histórias Relacionadas

Mais de

Duas dimensões